Transportes

O veículo elétrico foi inventado há 160 anos. Chegou o momento de o utilizar.

Megatendências Megatendências

Um facto surpreendente, mas, como tantas outras invenções de que hoje usufruímos, foi necessário um longo percurso através de vários avanços tecnológicos para o tornar um meio de transporte viável, tanto em termos económicos como de facilidade de utilização e de desempenho. Um futuro que finalmente chegou.

Porquê investir nesta tendência?

Um veículo acessível para todos.
Tradicionalmente, o custo dos veículos elétricos tem sido o principal obstáculo à sua difusão. No entanto, a queda dos custos das baterias (80% nos últimos sete anos) tornou-os um meio acessível e atrativo para todos: estima-se que o custo por quilómetro percorrido seja 75% inferior num veículo elétrico do que num veículo a combustão.

Pensemos no ambiente, mas não só.
Os veículos elétricos já não são apenas uma alternativa sustentável do ponto de vista ambiental. Os custos mais baixos de manutenção e de fornecimento de energia tornam-nos uma opção atrativa para os consumidores em comparação com os veículos a combustão tradicionais.

Uma revolução na indústria automóvel.
Atualmente, o motor de um veículo elétrico ainda custa o dobro do preço de fabrico de um veículo a combustão. No entanto, devido à diminuição dos custos das baterias, prevê-se que o fabrico de veículos elétricos atinja a paridade em meados da presente década.

Um investimento limpo.
A energia limpa e o investimento sustentável estão a mudar o panorama desta indústria, um processo de transformação e crescimento que oferece excelentes oportunidades de investimento para o futuro.

Prevê-se que as vendas mundiais de veículos elétricos disparem esta década

Os governos estão a aumentar os seus esforços para combater as alterações climáticas, limitar a poluição e reduzir a dependência do petróleo.

Um esforço com um efeito positivo na procura de veículos elétricos:

Devido à regulamentação imposta aos fabricantes.
Os fabricantes de automóveis europeus enfrentam objetivos rigorosos em matéria de emissões de CO2, incluindo a proibição de novos registos de automóveis com motor de combustão na UE a partir de 2035. No entanto, a maior parte da indústria está a antecipar este regulamento num rápido processo de transição, concentrando o seu investimento apenas no desenvolvimento de veículos de emissões zero.

Devido à pressão social.
Uma sociedade cada vez mais consciente das alterações climáticas e que exige soluções para as combater.

Uma verdadeira revolução que está a criar grandes oportunidades noutros setores da economia.

Fabricantes de baterias e muito mais.
É evidente que os fornecedores de baterias estão a beneficiar do crescimento desta tendência, mas também o estão os fornecedores menos visíveis de tecnologia especializada e de software de design e ensaio.

Regulamentos de segurança mais rigorosos
Com o objetivo de reduzir os acidentes rodoviários, a indústria automóvel está a incorporar cada vez mais sistemas de segurança nos veículos. A título de exemplo, a partir de meados de 2022, sistemas de travagem de emergência e de assistência ao condutor deverão ser instalados em todos os automóveis na Europa, o que constituirá uma oportunidade de crescimento para as empresas que fornecem tecnologia especializada e software de design e ensaio.

Megatendências Megatendências

Dados que apoiam o crescimento desta tendência:

China.
Em 2022, o número de veículos elétricos poderia atingir os 5 milhões. Prevê-se que este crescimento aumente oito vezes a procura de baterias para estes veículos até 2030.

EUA.
Os gigantes históricos do setor automóvel estão a transformar-se. Rivian, Lucid General Motors ou o camião elétrico F150 da Ford verão a luz do dia em 2022.

Universo de investimento

A nossa proposta de investimento centra-se em empresas que beneficiam da transição para transportes sustentáveis: veículos elétricos ou de baixas emissões, autónomos ou conectados digitalmente. Empresas com fortes políticas ambientais, sociais e de governação relacionadas com a temática dos transportes, mas que podem estar envolvidas em atividades diferentes.

Matérias-primas:
Tais como metais e outros materiais presentes no fabrico de baterias.

Componentes e sistemas informáticos:
Por exemplo, baterias ou cabos.

Desenvolvimentos tecnológicos:
Por exemplo, sensores para veículos.

Infraestruturas:
Por exemplo, estações de carregamento.

Megatendências Megatendências

O que pensam os especialistas?

Trata-se de um setor com um grande número de empresas, onde há um muitos perdedores e muito poucos vencedores, pelo que a seleção das empresas onde investir é uma questão fundamental.

A configuração é necessária

A configuração é necessária

A configuração é necessária

A configuração é necessária

A configuração é necessária