Infraestruturas

Para poder chegar, para poder estar, para poder falar. Para tudo.

Megatendências Megatendências

As infraestruturas prestam-nos os serviços essenciais para a nossa vida quotidiana. Usamos o interruptor e temos luz; viajamos por estradas, pontes ou caminhos de ferro; falamos ao telefone graças aos repetidores; aquecemo-nos quando está frio... Bens essenciais em qualquer sociedade.

Porquê investir nesta tendência?

São empresas que abastecem o nosso consumo quotidiano.
Empresas que possuem ou exploram instalações de abastecimento de água, gás ou eletricidade, mas também outras igualmente necessárias e em contínuo desenvolvimento, como as envolvidas em infraestruturas de transportes ou de telecomunicações.

Uma tendência que permite uma grande diversificação.
A que é oferecida não só por diferentes subsetores de infraestruturas, mas também por diferentes regimes políticos e regulamentares com diferentes exposições ao risco.

Maior proteção contra períodos de inflação.
Graças aos contratos regulamentados a longo prazo, as empresas de infraestruturas podem alterar o preço em função da evolução da inflação e repercuti-lo no cliente final.

Num ambiente macroeconómico incerto, as infraestruturas e os serviços públicos são uma opção sólida para o investimento a longo prazo.

A reabertura das economias e o regresso à normalidade após a pandemia apoiam o novo ciclo de crescimento das infraestruturas, especialmente naquelas que irão desempenhar um papel fundamental no processo de eletrificação das instalações.

Planos de melhoria das infraestruturas das principais economias.
Por exemplo, nos EUA, onde a recente lei de melhoria das infraestruturas atribuirá 1,2 biliões de USD para melhorar, entre outros fins, as linhas elétricas.

Criação de planos para a utilização do 5G.
O que implicará necessariamente a um investimento na construção de torres de comunicação.

De acordo com os dados da Agência Internacional de Energia, o investimento anual no setor da energia deverá aumentar de 760 biliões de dólares em 2019 para 2,5 triliões de dólares em 2030. Quase o triplo!

• Mais de metade do investimento será destinado às energias renováveis.
• E mais de um terço será destinado à ampliação, modernização e digitalização das redes elétricas.

Megatendências Megatendências

Políticas públicas que procuram eletrificar as suas economias tanto quanto possível e fazê-lo da forma mais eficiente.

Adeus ao carvão.
As infraestruturas desempenham um papel-chave no processo de descarbonização das principais economias desenvolvidas.

Boas-vindas às renováveis.
Objetivo "Net Zero" das principais economias desenvolvidas: alimentar as redes elétricas com a maior quantidade possível de energias renováveis.

Universo de investimento

O investimento centra-se em infraestruturas cotadas, tais como infraestruturas concessionadas, ferroviárias ou rodoviárias, torres de comunicação ou de eletricidade. Empresas que são fundamentais para o funcionamento quotidiano das nossas cidades.

• Universo de investimento muito diversificado, desde as empresas de água, gás e eletricidade até às empresas de comunicações e transportes.

Megatendências Megatendências

O que pensam os especialistas?

Com as receitas geralmente indexadas à inflação, o setor das infraestruturas cotadas em bolsa tem mostrado características de crescimento ao longo dos últimos 12 anos, em comparação com as ações globais.
No ambiente atual, as empresas de infraestruturas podem ser mais resistentes aos vários ciclos económicos e, por conseguinte, podem ser encontradas oportunidades no setor.

A configuração é necessária

A configuração é necessária

A configuração é necessária

A configuração é necessária

A configuração é necessária