Segurança Informática

Um ataque ao nosso frigorífico? Sim, é possível.

Megatendências Megatendências

À medida que a tecnologia 5G se expande em todo o mundo, mais dispositivos estão ligados à internet. Esta hiperconexão trouxe consigo uma explosão de dados confidenciais que é necessário autenticar com novas ferramentas que nos proporcionam algo tão antigo e inerente ao ser humano como a segurança.

Os governos precisam da colaboração das empresas. A União Europeia assumiu que não pode avançar sozinha no domínio da cibersegurança, o que levou a uma iniciativa público-privada para investir até 450 milhões de euros. Entretanto, as alterações fiscais no Reino Unido favoreceram o investimento em startups tecnológicas, nomeadamente no domínio da cibersegurança.

Europa, o grande especialista. A destruição de postos de trabalho durante a crise de 2008 levou muitas pessoas no continente a formarem-se no setor tecnológico, o que conduziu a um elevado nível de especialização no setor.

Um ano-chave: 2018. Ano em que é aprovado o Regulamento Geral de Proteção de Dados e que desencadeia uma grande procura em matéria de cibersegurança por parte de diversos setores.

Mas há outro fator determinante que não está ao alcance dos governos e que é impossível de legislar: o medo.

Um medo que afeta a nossa vida quotidiana, o nosso bem-estar. A procura de segurança está a ser impulsionada por novos empreendimentos habitacionais e pela perceção do público de que as medidas adotadas pelos organismos públicos são insuficientes.

Um desejo de segurança na nossa vida quotidiana.
Começámos por falar de um possível ataque ao nosso frigorífico de uma forma quase humorística, mas a constante inovação da tecnologia móvel e do comércio eletrónico significa que a segurança informática tem de ser continuamente melhorada.

• Uma série de oportunidades para as empresas de segurança.
A vida moderna traz consigo ameaças novas e mutáveis às quais as empresas de segurança souberam adaptar-se, operando num grande número de áreas.

• Uma indústria que expande as suas fronteiras.
A indústria da segurança está a expandir as suas fronteiras para além da América do Norte. A Europa aposta cada vez mais em empresas e inovações promissoras no domínio da segurança.

Megatendências Megatendências

 

Segurança. Como se repercute na nossa vida durante o dia.

Megatendências Megatendências

O aumento da atenção dos governos também se traduz em novas oportunidades de investimento.

Tensões geopolíticas.
A maior atenção na defesa face às tensões geopolíticas criou um ambiente excecionalmente prolífico para o crescimento, bem como para oportunidades de investimento no setor da cibersegurança.

Legislação mais rigorosa.
As mudanças no sentido de uma legislação de segurança mais rigorosa estão a levar a um aumento das despesas com serviços como testes alimentares ou equipamento de inspeção.

As despesas com a cibersegurança estão a crescer três vezes mais depressa do que a economia em geral.

Universo de investimento

O universo de investimento é constituído por empresas relacionadas com a segurança em vários domínios: redes sociais, dispositivos móveis, dados empresariais ou mesmo governos, que estão cada vez mais expostos a ciberataques. Um setor de atividade que podemos dividir em:

• Empresas de segurança informática
• Empresas de serviços de segurança física.

O que pensam os especialistas?

• As empresas europeias estão bem posicionadas para tirar partido do antagonismo mútuo entre os EUA e a China, oferecendo oportunidades para os serviços de segurança oferecidos por outros países.
• As estimativas variam, mas as empresas de investigação preveem um crescimento anual de dois dígitos para o mercado europeu da cibersegurança nos próximos cinco anos.

A configuração é necessária

A configuração é necessária

A configuração é necessária

A configuração é necessária

A configuração é necessária